Palácio de Mafra recebe Comemoração do Dia Nacional das Linhas de Torres

No passado dia 20 de outubro, o Real Palácio de Mafra (património mundial da UNESCO) acolheu a comemoração do Dia Nacional das Linhas de Torres.

A comemoração teve início com as boas-vindas do presidente da Câmara Municipal de Mafra, Hélder Sousa Silva, a que se seguiu a cerimónia de entrega dos prémios WELLINGTON HONOUR, introduzida pelo presidente da Rota Histórica das Linhas de Torres, José Alberto Quintino, segundo o qual o objetivo dos prémios é distinguir entidades ou pessoas que pelo seu desempenho merecem serem homenageadas. Nas palavras do senhor presidente, “esta 1.ª edição dos prémios surge, neste momento, como um reconhecimento e incentivo ao trabalho empenhado das entidades distinguidas, que não «baixaram os braços» perante um longo período difícil para todos os setores mas, particularmente para o da Cultura e Turismo, resultado da crise pandémica.

As distinções foram entregues pelo Presidente da Câmara Municipal de Mafra, pelo presidente da Rota Histórica das Linhas de Torres, pela sua vice-presidente, Ana Umbelino, e pelos membros da direção, António Felgueiras e Rute Miriam.

Foram distinguidas as seguintes entidades:
– Accessible Portugal – categoria de Acessibilidade e Inclusão
– Associação de Defesa do Ambiente de Loures – categoria de Ambiente e Sustentabilidade
– Associação 13 de Setembro de 1913 – categoria de Cultura e Criatividade
– Clube de Atividades ao Ar Livre – categoria de Desporto e Aventura
– Friends of the Lines of Torres Vedras – categoria de Promoção e Divulgação.

À entrega dos prémios seguiu-se o bailado INVASÃO, com coreografia de Susana Galvão Teles e música de Abel Chaves. Sob o mote “Entrar numa casa sem pedir licença”, esta peça musical conteve em si mesmo vários momentos, desde o quotidiano, à reconstrução após a Guerra, passando pela aproximação da invasão, pela invasão e pela defesa e resistência de um povo e de dois exércitos unidos.

A comemoração do Dia Nacional das Linhas de Torres encerrou com o magnifico concerto Batalha Musical: BONAPARTE VS WELLINGTON – um este espetáculo musical que nasceu de uma seleção das músicas favoritas de dois génios em estratégia: Napoleão Bonaparte e Duque de Wellington, retratando um despique musical, no Claustro Sul do Real Palácio de Mafra, com o carrilhão da Torre Sul a servir de pivot entre a voz, o trompete e a percussão.

O concerto contou com a participação de Abel Chaves (carrilhão, arranjos e direção musical), de Susana Gaspar (Soprano), João Milheiro (Trompete), António Rosa, Fátima Juvandes e João Português (percussão) e António Jorge Marques (narrador).

Assista aqui o concerto Bonaparte vs Wellington – Batalha Musical aqui