fbpx

Forte da Feira

O Forte da Feira encontra-se inserido na segunda Linha Defensiva, integrando-se num núcleo das Linhas onde se regista um dos mais elevados número de redutos, posicionados para defender as estradas Torres – Lisboa; Mafra – Lisboa.

Na Malveira estão documentados três fortes (Santa Maria, Feira e Malveira), registando-se ainda nas imediações o Forte do Matoutinho e da Quinta do Estrangeiro (Venda do Pinheiro).

Localizando-se na Vila da Malveira, o Forte da Feira assumiu o nome da feira anual instituída por D. Maria I em 14 de Dezembro de 1782 para compra e troca de gado. Aquando das Invasões Francesas, o núcleo urbano da Malveira estaria restrito a uma área junto da capela de Nossa Senhora dos Remédios, mas a área anexa ao local onde se implantou o forte era recorrentemente frequentada para a referida feira.

O Forte da Feira apresenta uma planta em estrela tipo Vauban com um fosso escavado na rocha que envolve toda a estrutura. A entrada estava protegida com uma estrutura em terra em cotovelo, sendo o acesso efetuado por uma ponte em madeira.

Os trabalhos arqueológicos (2010-2011) vieram trazer grandes alterações à leitura deste forte. Apesar de não existir qualquer indício prévio, foi possível identificar uma construção complexa, que integra estruturas em alvenaria e madeira nas áreas mais importantes da fortificação (paiol e canhoneiras).

Para mais informações contacte o Centro de Interpretação das Linhas de Torres deste percurso.