Recriação Histórica no Forte Alqueidão

Realizou-se no passado dia 20 de outubro, integrada nas Comemorações do Dia Nacional das Linhas de Torres, a recriação histórica “Crónica de uma (quase) batalha”.

Entre as 15h00 e as 19h00, o Forte do Alqueidão, em Sobral de Monte Agraço, foi palco das recriações do memorando escrito por Wellington e enviado ao seu engenheiro principal Richard Fletcher, a 20 de outubro de 1809, no qual expunha a sua estratégia defensiva e ordenava a edificação de três linhas fortificadas a norte de Lisboa; da construção das Linhas de Torres com recurso ao trabalho da população e; da ação militar que decorreu entre 12 e 14 de outubro de 1810, nos combates de Sobral, Dois Portos e Seramena.

O evento contou com a participação dos grupos de recriação histórica Asociación Cultural de Recreaciones El Castillete Puntales Cádiz, Asociación de Infantería Británica Reg. 28th North Gloucestershire de Arroyomolinos, Batalhão de Artilharia de Sobral, Grupo de Reconstituição Histórica do Município de Almeida, Grupo de Recriação Histórica da Associação para a Memória da Batalha do Vimeiro e Guerrilha de Montagraço e com o apoio da Associação de Cultura e Recreio 13 de Setembro de 1913 e da Associação Napoleónica Portuguesa.

Participaram ainda, o grupo de civis de Mafra e o Passado Vivo, numa organização da Rota Histórica das Linhas de Torres – Associação para o Desenvolvimento Turístico e Patrimonial das Linhas de Torres Vedras.

Da parte da manhã, a parte da Macha da Vitória com o içar das bandeiras nos paços do concelho de Sobral de Monte Agraço decorreu, nos outros municípios da Rota Histórica das Linhas de Torres (Arruda dos Vinhos, Loures, Mafra, Torres Vedras e Vila Franca de Xira), um programa diversificado de atividades dirigidas ao público em geral e a famílias que conciliou a cultura e a história com experiências de descontração e lazer que incluíram percursos a cavalo, batismos equestres, geocaching, ateliers, visitas guiadas, um jantar com história, provas de vinhos e espetáculos, com a participação dos Centros de Interpretação das Linhas de Torres e dos parceiros Câmara dos Ofícios, Geocacherzone, Luís Rato e Zé Espiga, Monte do Roseiral, Morgado Lusitano, Parque Aventuras Sniper e Quinta da Azinheira.

A iniciativa “À Mesa com os Generais” contou com vários restaurantes aderentes que apresentaram a possibilidade de experimentar vários pratos de inspiração de época, tais como a Adega do Convento, Adega do Miguel, Adivinha Pitoresca, Barrete Saloio, Brasão, Cantinho do Páteo, Casa dos Caracóis, Grande Escolha – Dolce Campo Real Lisboa, João da Vila Velha, Moinho do Paúl, Momentvm Lifestyle, Napoleão Taberna e Bar de Tapas, Patanisca, Paris, Retiro do Raposo, Retiro do Volante, Roots, Sete Sóis e Valverde.